BrasilJustiçaPolíciaTodos

Superdelegado Alexandre de Moraes ordena que redes sociais informem sobre monetização de páginas bolsonaristas

O superdelegado do Supremo Tribunal Federal, ministro Alexandre de Moraes, ordenou hoje que Google, Facebook, YouTube e Instagram forneçam relatórios sobre pagamentos a páginas bolsonaristas que fazem “apologia a atos antidemocráticos”, a chamada monetização dessas páginas. A diligência faz parte da operação autorizada pelo superdelegado ministro do STF, que comanda o ilegal e inconstitucional inquérito das “fake news” e deflagrada nesta terça-feira pela Polícia Federal.

Compartilhe nas redes sociais:

Faça seu comentário