AgronegócioMundoTodos

SovEcon reduz estimativa para safra de trigo 2020 da Rússia

A consultoria agrícola russa SovEcon disse nesta quarta-feira que reduziu sua estimativa para a safra de trigo 2020 do país em 400 mil toneladas, para 79,3 milhões de toneladas, em função do tempo seco que afeta as condições do trigo de primavera (do Hemisfério Norte).

A Rússia, segunda maior exportadora de trigo do mundo – atrás apenas da União Europeia –, está colhendo sua safra após enfrentar tempo seco na região sul, onde estão localizadas as principais áreas produtoras e exportadoras de grãos. “As condições de safra se deterioraram rapidamente na Sibéria e nos Urais, devido à falta de precipitações e ao crescente déficit de umidade. Partes do Vale do Volga também estão secas”, disse a SovEcon em comunicado.

Combinadas, as safras dos Urais e da Sibéria devem gerar 11,1 milhões de toneladas, menor nível desde 2012, acrescentou a consultoria. Essas duas regiões são menos importantes para o potencial de exportação da Rússia, já que estão mais distantes dos portos do Mar Negro, mas são cruciais para o consumo doméstico e, dessa forma, para o balanço de oferta e demanda do país. A Rússia já colheu 42 milhões de toneladas de trigo.

Compartilhe nas redes sociais:

Faça seu comentário