BrasilDireitos HumanosJustiçaTodos

Sob ameaça iminente de morte, jornalista Alan dos Santos se vê obrigado a sair do Brasil

O jornalista Alan dos Santos, publisher do Terça Livre, saiu do País sem avisar ninguém. Alan dos Santos saiu do País da mesma forma que Weintraub saiu, driblando seus inimigos. Ele teme ser morto. O jornalista teve a casa invadida duas vezes pela Polícia Federal por ordem do ministro Alexandre de Moraes, superdelegado do Supremo Tribunal Federal, que também o proibiu de exercer a profissão, já que impede seu acesso ao Facebook e ao Twitter, onde publica suas informações e opiniões. Ontem a noite, ele fez denúncias devastadoras sobre espionagem envolvendo as embaixadas da China e da Coréia do Norte contra o presidente Bolsonaro e que seriam do conhecimento de ministros do Supremo Tribunal Federal. O caso de Alan Santos é o primeiro jornalista obrigado a sair do País, buscando proteção contra a grotesca censura inconstitucional e ilegal imposta pelo Supremo Tribunal Federal. Ele foi proibido, impedido, de trabalhar e prover o seu sustento e o da sua família. Sem saída, teve que sair do País.

Compartilhe nas redes sociais:

Faça seu comentário