Política

Rodrigo Maia, o “Botafogo” da propina da Odebrecht, volta a fazer críticas a Bolsonaro

Rodrigo Maia, reizinho do Centrão, o “Botafogo” da planilha da corrupção e das propinas da empreiteira baiana Odebrecht, criticou nesta quinta-feira (28) as declarações de Jair Bolsonaro, que elevou o tom contra o STF. Segundo Maia, as falas do presidente contrastam com as ações do governo. “De fato, as declarações hoje são muito ruins. Vão exatamente no caminho contrário de tudo o que a gente começou a construir — todos os Poderes juntos – desde a semana passada, na reunião com os governadores (…). Toda a tentativa que fizemos, inclusive nesta semana, reafirmando o nosso compromisso com o diálogo, a importância do respeito institucional. Eu acho que as declarações de hoje vão em outro caminho, que gera insegurança, e, ao mesmo tempo, há um discurso e uma decisão prática”.

Na verdade, o golpista Rodrigo Maia, em conluio com ministros do Supremo Tribunal Federal, mais a grande mídia brasileira, governadores e prefeitos, está tentando embuçalar o presidente Jair Bolsonaro, o que faz o tempo inteiro, em joguinhos de negaceio. Rodrigo Maia também afirmou que o fato de o governo entrar com um habeas corpus para evitar que Abraham Weintraub preste depoimento demonstra respeito à decisão de Alexandre de Moraes.
Assim ele quis mostrar como é magnânimo, apontando também um lado favorável. “O ministro André Mendonça – não sei se o ministro adequado – recorreu da decisão, pedindo um HC para o ministro da Educação. Isso significa que se respeitou a decisão do ministro Alexandre de Moraes, quando se recorre pelos caminhos legais. Então é uma decisão em um caminho e um discurso em outro caminho”. E concluiu: “A gente precisa entender é que essas divergências de comportamento entre o que faz oficialmente o governo e o que fala o presidente em relação a decisões de outro poder, elas precisam ter convergência e sinalizar para a sociedade, principalmente nesse momento que vivemos, de crise sanitária, econômica e social, que estaremos focados, avançando neste caminho de salvar vidas, emprego e renda”. É um pós-graduado em cinismo.

Compartilhe nas redes sociais:

Faça seu comentário