AgronegócioBrasilEconomiaTodos

Rio Grande do Sul terá perda de 20 bilhões de reais na safra devido à seca

A seca no Rio Grande do Sul já comprometeu largamente a safra 2019-2020, mesmo que chova regularmente a partir de agora. O resultado será catastrófico para a economia do Estado, com as perdas nas principais culturas, de soja, milho, arroz e trigo. O arroz, como é irrigado, não registrará perda significativa. “Só na soja, o principal grão da safra de verão, a queda de produção, devido a estiagem prolongada, será de 9 milhões de toneladas, caindo para 11 milhões de toneladas”, disse o diretor da Brasoja, maior corretora de commodities do Brasil.

A quebra significará uma perda de R$ 13,5 bilhões para a economia gaúcha. Somando soja com milho, a perda irá a R$ 15 bilhões. “No total, o agro gaúcho em tempo de quebra bruta de safra, terá uma influência de perdas equivalentes a R$ 20 bilhões para a economia do Rio Grande do Sul”, explicou Sartori. Isso é um agravante extra diante da crise econômica que o País enfrentará por causa do coronavirus e da queda de valor das empresas pelas derrubadas das ações nas bolsas de valores, o que também ocorre em função da guerra do petróleo entre Russia e Arabia Saudita.

Compartilhe nas redes sociais:

Faça seu comentário