BrasilTodos

Rio de Janeiro terá internação involuntária de usuários de drogas

O Rio de Janeiro será a primeira capital a adotar a internação involuntária de usuários de drogas, especialmente o crack. O assunto começou a ser definido nesta quinta-feira (8) em reunião entre o prefeito, Marcelo Crivella, e o ministro da Cidadania, Osmar Terra. As primeiras ações ainda não têm datas ou locais definidos, mas devem ser em breve, segundo o prefeito. Osmar Terra, médico, que é deputado federal licenciado, foi autor da Lei 13.840/19, que trata sobre o tema, sancionada em junho deste ano pelo presidente Jair Bolsonaro. “A Lei da Internação Involuntária foi aprovada há pouco tempo. O Rio de Janeiro é a primeira capital que nos chama e que está disposta a enfrentar esta questão. A gente tem uma epidemia de drogas, uma epidemia de violência e, se nós não agirmos de forma integrada e pensando, sem açodamento, em resolver isso a médio e a longo prazos, nós não vamos chegar a lugar nenhum”, disse o ministro.

Compartilhe nas redes sociais:

Faça seu comentário