BrasilEducaçãoTodos

Renato Feder diz que recusa convite de Bolsonaro para chefiar Ministério da Educação

O secretário de Educação do Paraná, Renato Feder, afirmou neste domingo (5) que recusou convite do presidente Jair Bolsonaro para o cargo de ministro da Educação, segundo publicação de Feder no Twitter. O convite teria sido feito via telefonema do presidente Bolsonaro a Feder na noite de quinta-feira, de acordo com a publicação no Twitter. O secretário disse ter se sentido “muito honrado”. “Agradeço ao presidente Jair Bolsonaro, por quem tenho grande apreço, mas declino do convite recebido. Sigo com o projeto no Paraná, desejo sorte ao presidente e uma boa gestão no Ministério da Educação“, finalizou no texto na rede social.

Também na quinta-feira, Bolsonaro disse que poderia escolher no mesmo dia o novo ministro da Educação, cargo vago desde que Carlos Alberto Decotelli pediu demissão, após a revelação de inconsistências em titulações do seu currículo acadêmico. O nome de Decotelli para a Educação havia sido anunciado em 25 de junho por Bolsonaro nas redes sociais, em substituição a Abraham Weintraub, que deixou o cargo em meio a polêmicas. (Money Times)

Compartilhe nas redes sociais:

Faça seu comentário