PolíciaTodos

Polícia Federal diz que bloqueou R$ 253 milhões da Unick, pirâmide de São Leopoldo

A Polícia Federal fez, nesta quinta-feira, um balanço parcial da contagem dos bens apreendidos na Operação Lamanai, que teve como alvo a Unick, de São Leopoldo, no Rio Grande do Sul. A empresa é investigada por suspeita de fraude financeira no mercado de moedas virtuais, usando esquema de pirâmide financeira. A Polícia Federal encontrou: R$ 200 milhões em contas ligadas aos investigados; R$ 53 milhões em criptomoedas em nome da empresa.

Todo o valor foi bloqueado pelo Banco Central, a pedido da investigação. Ainda havia R$ 747 mil apreendidos em espécie e R$ 85 mil em moedas estrangeiras. Além disso, foram encontrados 48 carros, totalizando R$ 6 milhões em valores da tabela da Fipe. Entre os veículos, havia duas BMW X6, avaliadas em R$ 390 mil, um Porsche Panamera, de R$ 400 mil, e uma Land Rover, modelo Range Rover Velar, que também é avaliada em mais de R$ 400 mil. A Polícia Federal ainda obteve ordem de sequestro de nove imóveis.

Compartilhe nas redes sociais:

Faça seu comentário