BrasilMeio AmbienteTodos

Polícia Federal combate incêndio em terra indígena no Mato Grosso do Sul e extração ilegal de madeira

A Polícia Federal desenvolve desde segunda-feira, 9, junto com o Ibama e a Funai, a Operação Quebracho na terra indígena Kadiwéu para combater o desmatamento, uso de fogo de forma ilegal e a exploração irregular de madeira. A atuação se concentra em sete propriedades rurais da Serra da Bodoquena, em Corumbá e Porto Murtinho, no Mato Grosso do Sul, que são objeto de retomada dos índios e que estão arrendadas para terceiros. Os agentes dos três órgãos federais permanecerão na Aldeia Kadiwéu até esta sexta-feira, 13.

A Polícia Civil recebeu informações sobre a exploração ilegal de madeira nas fazendas. Com isso, a Polícia Federal iniciou uma investigação com o uso de ferramentas como o geoprocessamento, a qual confirmou a existência de pequenas clareiras e pontos de exploração ilegal de madeira na área indígena.

O passo seguinte foi o deslocamento de policiais federais e integrantes do Ibama e da Funai para identificar a autoria e a materialidade dos crimes ambientais cometidos, autuação de responsáveis legais pelas propriedades e apreensão de madeiras e equipamentos ilícitos.

Os agentes também identificaram pequenos desmatamentos e acampamentos de exploração ilegal de madeira, onde apreenderam motosserras, corrente de arrastão, motos e armas de fogo. A Polícia Federal disse, ainda, que “foi identificada a presença de indivíduos que não pertenciam a etnias indígenas, os quais estavam realizando corte seletivo das árvores, alegando ter sido contratados pelos indígenas”.

Compartilhe nas redes sociais:

Faça seu comentário