PolíciaTodos

Polícia Civil apreende lancha ligada ao traficante André do Rap em Ilhabela

A Polícia Civil apreendeu na quarta-feira (15) uma lancha ligada ao traficante internacional André do Rap em Ilhabela, no litoral norte de São Paulo. Preso há um mês em Angra dos Reis (RJ), ele é investigado por ter função de liderança em uma facção criminosa e por gerenciar o envio de grandes remessas de cocaína à Europa. Segundo a Secretaria de Segurança Pública, a apreensão da embarcação foi feita em uma marina no Saco da Capela. No interior da lancha foram localizados um espelho de RG em branco e alguns documentos.

A investigação da Divisão Antissequestro, do Dope (Departamento de Operações Policiais Estratégicas), apurou que a embarcação está registrada no nome de uma pessoa jurídica, a mesma proprietária do helicóptero utilizado pela quadrilha. A apreensão da lancha foi feita por policiais civis de Ilhabela, após solicitação do Dope. O traficante André de Oliveira Macedo, conhecido como André do Rap, foi preso no dia 15 de setembro em um condomínio de luxo no bairro Itanema, que fica às margens da BR-101 (Rodovia Rio-Santos) em Angra dos Reis.

Na residência, foram apreendidos dois helicópteros, um deles avaliado em R$ 7 milhões, e uma lancha de 60 pés, avaliada em R$ 6 milhões. A casa era alugada, mas ele tinha uma mansão na cidade. Durante diligências, policiais também apreenderam um carro de luxo em imóvel ligado ao traficante. Segundo as investigações, André do Rap era um dos responsáveis por enviar cocaína para a Europa, usando o porto de Santos. Os entorpecentes saíam de Santos, eram recebidos no porto de Gioia Tauro, na Calábria, Itália, controlado pela máfia Ndrangheta, e distribuídos para todo o continente europeu.

O preso era dono de um sítio investigado pelo Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic) em Bertioga. Segundo o Deic, ele substituiu Wagner Ferreira, o “Cabelo Duro”, assassinado na porta de um hotel no bairro do Tatuapé, zona leste, logo depois das mortes de Gegê do Mangue e do Paca, no Ceará. Outras duas pessoas, com mandados de prisão em aberto por envolvimento com o tráfico, também foram encontradas no condomínio e presas.

Compartilhe nas redes sociais:

Faça seu comentário