BrasilGovernoTodos

Pista principal do Aeroporto Santos Dumont será liberada para o tráfego aéreo já no sábado

APista principal do Aeroporto Santos Dumont será liberada para o tráfego aéreo já no sábado. Leia mais https://www.videversus.com.br/pista-principal-do-aeroporto-santos-dumont-sera-liberada-para-o-trafego-aereo-ja-no-sabado/ pista principal do Aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro, que estava fechada para obras desde o dia 24 de agosto, estará liberada a partir deste sábado (21). Com isso, as companhias aéreas poderão voltar a utilizar o aeroporto em seus vôos, que foram transferidos para o Aeroporto Internacional Tom Jobim.

A informação foi divulgada hoje (16) pelo presidente da Infraero, brigadeiro Paes de Barros, que esteve no local vistoriando a finalização dos trabalhos. “O cronograma foi mantido, conforme estabelecido no início do ano, vamos terminar a obra dentro do prazo. A idéia inicial era que esta obra custasse R$ 10 milhões, mas ela vai ficar em R$ 9 milhões. Foi um processo de trabalho ininterrupto, 24 horas por dia, para entregar estas instalações completamente preparadas para que o tráfego retorne com bastante eficiência”, disse Paes de Barros.

Durante as obras, somente a pista auxiliar esteve operando, recebendo aviões menores das companhias Azul e Passaredo. O fluxo diário médio de 25 mil passageiros no Santos Dumont se reduziu para 4 mil durante o período de obras. As demais companhias utilizaram ônibus entre os dois aeroportos para facilitar a vida de quem já havia comprado passagem.

A orientação do presidente da Infraero é que os passageiros que têm vôos agendados para este final de semana liguem para as companhias para se certificarem de qual aeroporto partirão. A pista principal recebeu uma nova camada porosa de asfalto, o que permite o escoamento da água da chuva com mais eficiência, garantindo maior segurança para as operações em condições climáticas adversas. A expectativa é que a pista não precise de nova camada de asfalto pelos próximos dez anos.

Compartilhe nas redes sociais:

Faça seu comentário