Todos

Petrobras assina contrato para segundo sistema de produção do campo de Mero

A Petrobras informou nesta terça-feira que assinou contrato com o grupo SBM para afretamento e operação do segundo sistema de produção definitivo do campo de Mero, no pré-sal da Bacia de Santos. O início da produção está previsto para 2022. O consórcio de Libra, responsável pela área, é operado pela Petrobras, que tem uma participação de 40%. O restante é dividido com a Shell (20%), Total (20%), CNPC (10%) e CNOOC Limited (10%). A plataforma deverá interligar até 16 poços e terá capacidade de processar até 180 mil barris de petróleo por dia e 12 milhões de metros cúbicos por dia de gás, segundo a Petrobras. “Ao final do período do plano (de negócios e gestão 2019-2023), teremos dois sistemas de produção definitivos operando, que poderão somar até 360 mil barris petróleo por dia à capacidade de produção operada pela Petrobras”, disse Carlos Alberto Pereira de Oliveira, diretor executivo de exploração e produção da Petrobras, em comunicado: “Com as informações já obtidas nos testes em realização, confirmamos o elevado potencial de produção do campo de Mero, que tem reserva estimada entre 3 e 4 bilhões de barris.” A SBM será responsável pela operação da unidade, com duração de afretamento por cerca de 22 anos.
Compartilhe nas redes sociais: