EnergiaTodos

Parques eólicos e usinas solares venderam apenas 35% de suas ofertas no leilão A-6 da Aneel

A diretora da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), Elisa Bastos, afirmou que os projetos eólicos e solares contratados no leilão de energia nova A-6, nesta sexta-feira, comercializaram apenas 35% de suas ofertas no certame. Isso sinaliza que os empreendedores deverão vender o restante do volume de energia no mercado livre
para grandes consumidores. “As hidrelétricas do leilão venderam 65% da energia no mercado cativo e as térmicas, 93%. Por sua vez, as usinas eólicas e fotovoltaicas venderam 35% e o restante está ao seu livre dispor”, disse a diretora da agência, so final da licitação. Os contratos firmados nesta sexta-feira terão vigência a partir de 2025. Nos últimos leilões, empreendedores têm vendido apenas uma parte da energia para garantir o acesso à rede de transmissão e obter um contrato de compra e venda de energia que pode ser usado para a obtenção de financiamento.

Compartilhe nas redes sociais:

Faça seu comentário