PolíticaTodos

O deputado federal Bibo Nunes, do PSL gaúcho, anunciou hoje sua renúncia à vice-liderança do partido na Câmara

O deputado federal Bibo Nunes, do PSL do Rio Grande do Sul, anunciou nesta terça-feira (6) a sua renúncia à vice-liderança do partido na Câmara dos Deputados. Ele diz não concordar com o modo como Luciano Bivar, o presidente nacional do PSL, comanda o partido ao qual o presidente Jair Bolsonaro é filiado. Diz Bibo Nunes: “Quero uma nova Executiva. Estou entregando o cargo de vice-líder por uma questão de coerência. Não sou capacho para alguém se achar o dono do PSL. Esse PSL não representa a causa do presidente Bolsonaro”.

Bibo Nunes estava empenhado nos últimos dias em uma batalha para controlar pessoalmente o diretório regional do partido no Rio Grande do Sul, atacando pesadamente seu colega deputado federal Nereu Crispim, que exerce o cargo atualmente. Os dois – Bibo Nunes e Nereu Crispim – haviam se aliado para derrubar o presidente regional anterior, o deputado estadual Luciano Zucco. Agora estão em lados opostos. Com a renúncia desta terça-feira Bibo Nunes deixa claro que foi alijado das pretensões de controlar o PSL gaúcho. Ele pretendia assumir e nomear as executivas municipais de acordo com os seus interesses.

Compartilhe nas redes sociais:

Faça seu comentário