BrasilGovernoTodos

Ministério da Infraestrutura e Distrito Federal avançam na reforma da rodovia BR-080

O Ministério da Infraestrutura firmou hoje (8) com o Governo do Distrito Federal um protocolo de intenções para a duplicação da rodovia BR 080 no trecho que liga o Parque Nacional de Brasília ao Estado de Goiás. Serão, no total, 40,3 quilômetros de extensão revitalizados. O documento traz o papel do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) e do Governo do Distrito Federal nesse processo. “O DNIT vai fornecer os projetos básicos e executivos de engenharia para o Governo do Distrito Federal duplicar a via, reduzindo o número de acidentes e poupando vidas. A obra terá recurso orçamentário do Governo do Distrito Federal”, disse o vice-governador Paco Britto, durante rápida cerimônia de assinatura do protocolo de intenções. Na verdade, o dinheiro sairá da União, que sustenta o Governo do Distrito Federal. O documento, que traz o compromisso dos governos federal e distrital em tirar a obra do papel, tem validade de 36 meses. O Governo do Distrito Federal executará a obra através do Departamento de Estradas e Rodagens (DER/DF).

“Estamos focados em apoiar o Governo do Distrito Federal nesta rodovia tão importante para todos. Vamos compartilhar a responsabilidade para ter uma perspectiva de investimentos que vão melhorar a qualidade do serviço prestado ao usuário”, disse o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas. A rodovia, em pista simples, conta com tráfego intenso de veículos. Isso acontece por conta da quantidade significativa de usuários que necessitam se deslocar de Brasília para o Entorno, uma vez que muitos trabalham na capital federal e moram nas cidades próximas. Esse tráfego intenso também se dá pelo deslocamento de veículos de cargas, que são responsáveis pelo escoamento de produção e abastecimento de insumos na região Centro-Oeste. Também faz parte do trecho a ligação entre as Regiões Administrativas de Taguatinga e Brazlândia, ambas no Distrito Federal. (Ag. BR)

Compartilhe nas redes sociais:

Faça seu comentário