BrasilTodos

Mandetta pediu para sair, ao conspirar com o Ministério Público contra o governo Bolsonaro

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, cometeu um erro brutal nesta segunda-feira, ao participar de uma reunião com o Ministério Público Federal. Ele disse nessa reunião que se colocava à disposição do órgão para as tomadas de decisões que fossem consideradas necessárias. Ocorre que a reunião estava sendo transmitida ao vivo. No encontro ficou evidente que Mandetta procurava aliança com o Ministério Público, que não é um poder de Estado, mas um simples órgão vinculado ao Poder Executivo.

Em qualquer lugar do mundo isso seria considerado uma “conspiração” contra o presidente, chefe do Poder Executivo, do qual ele faz parte, e justificaria sua imediata demissão do cargo, no mínimo. Mandetta se colocou em uma condição de sedição contra o governo do qual faz parte, em rebelião.

Na reunião, Mandetta afimou que o cenário político é complexo, com “pessoas que almejam o cargo de ministro”. E emendou: “Não sei até quando ficarei ministro da Saúde. Se eu ficar aqui, enquanto ficar aqui, me coloco à disposição de vocês para eventualmente podermos fazer as tomadas de decisões que o momento requer”.

Compartilhe nas redes sociais:

Faça seu comentário