BrasilPolíticaTodos

Lula, político profissional, volta a receber salário do PT

Lula passou a receber, em janeiro deste ano, salário do PT na condição de dirigente político sem mandato. Ou seja, definitivamente, é um político profissional, assalariado, de carteira assinada. A direção do PT não revelou o valor do salário do ex-presidente nem se ele é contratado em regime de CLT ou como pessoa jurídica.

No partido, o pagamento de um dirigente político sem mandato costuma ser pouco inferior ao salário de um deputado federal, hoje de R$ 33.763,00. Lula foi funcionário do PT até ser eleito presidente da República, em 2002. Em 2015, quando deixou a Presidência, passou a ganhar R$ 20 mil mensais provenientes de retiradas do fundo de sua empresa de palestra. Ele também recebe R$ 6.000,00 como anistiado político da ditadura militar.

Além das duas condenações, pelo duplex do Guarujá e pelo sítio de Atibaia, Lula é réu em outros seis processos que tramitam tanto na Justiça Federal do Paraná como no Distrito Federal e em São Paulo. No período em que Lula esteve preso, as finanças do petista passaram por deterioração.

O ex-juiz federal Sergio Moro, então responsável pela Operação Lava-Jato, bloqueou mais de R$ 600 mil de contas bancárias e cerca de R$ 9 milhões que estavam depositados em dois planos de previdência privada do ex-presidente. Além do dinheiro, apreendeu quatro imóveis e dois veículos. Também sofreu bloqueio o espólio da ex-primeira-dama Marisa Letícia, morta em fevereiro de 2017.

Compartilhe nas redes sociais:

Faça seu comentário