BrasilGovernoPolíticaTodos

Logo após posse, novo diretor da Polícia Federal muda comando no Rio de Janeiro

O presidente Jair Bolsonaro, formalizou nesta segunda-feira (4) a nomeação do delegado Rolando Alexandre de Souza para exercer o cargo de diretor-geral da Polícia Federal. Souza é considerado “braço direito” de Alexandre Ramagem, que teve a nomeação suspensa pelo Supremo Tribunal Federal, após o ex-ministro da Justiça, Sergio Moro, acusar Bolsonaro de tentar interferir na corporação.

Logo após ser nomeado, Souza, decidiu trocar a chefia da superintendência do Rio de Janeiro. Carlos Henrique Oliveira, atual comandante do Estado, foi convidado para ser o diretor-executivo, número dois na hierarquia do órgão. A promoção foi vista por delegados como uma forma estratégica de trocar o comando da Polícia Federal fluminense.

Compartilhe nas redes sociais:

Faça seu comentário