JustiçaTodos

Lava Jato processa ex-senador, ex-cônsul da Grécia e mais oito por corrupção e formação de quadrilha

O ex-senador paraibano Ney Suassuna, o ex-cônsul honorário da Grécia no Rio de Janeiro, Konstantinos Kotronakis e outras oito pessoas se tornaram réus na Operação Lava Jato. A denúncia do Ministério Público Federal foi aceita pela juíza federal Gabriela Hardt no fim de mês passado. Segundo a força-tarefa, foram cometidos crimes de organização criminosa, corrupção e lavagem de dinheiro no âmbito de 20 contratos de afretamento de navios da Petrobras, vigentes entre 2006 e 2028. Conforme o Ministério Público Federal, esses contratos geraram pelo menos US$ 17,6 milhões em propinas e comissões ilícitas, e as propinas foram pagas por quatro armadores gregos.

Compartilhe nas redes sociais:

Faça seu comentário