BrasilPetróleoPolíticaTodos

Lava Jato apresenta nova denúncia contra o petista ladrão corrupto Renato Duque

A força-tarefa da Lava Jato apresentou nova denúncia contra o petista ladrão corrupto Renato Duque, ex-diretor da Petrobras, por corrupção e lavagem de dinheiro. Ele é acusado de receber ao menos R$ 3,7 milhões de propina da Multitek, em troca de contratos para obras na Petrobras. Segundo o Ministério Público Federal, o esquema envolveu a promessa de mais de R$ 5,6 milhões em propina, por contratos que somavam R$ 525,7 milhões.

A denúncia pede reparação no valor de R$ 3,7 milhões por ser o valor rastreado em diversas operações de lavagem de dinheiro, incluindo contratos fictícios entre a Multitek e a Jamp (dos irmãos Milton e José Adolfo Pascowitch), usada para repassar o dinheiro ao petista Renato Duque. Parte da propina foi paga com uma escultura, do artista Franz Krajcberg, avaliada em mais de R$ 220 mil, e também com a reforma do apartamento do ex-diretor da Petrobras, ao custo de R$ 337 mil. Essa é sétima denúncia apresentada contra o petista corrupto ladrão Renato Duque na Lava Jato do Paraná. Pelos mesmos crimes, foi acusado o empresário Luis Alfeu Alves de Mendonça, ex-diretor da Multitek Engenharia Ltda.

Compartilhe nas redes sociais:

Faça seu comentário