JustiçaTodos

Justiça determina a transferência de quase R$ 670 milhões recuperados pela Lava Jato para o governo do Rio de Janeiro e para a União

O juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal, determinou na terça-feira (5) a
transferência de quase R$ 670 milhões recuperados de colaboradores da Lava Jato do Rio para contas do governo do Estado do Rio de Janeiro e da União. A maior parte do montante (R$ 459.593.650) vai para a União e o restante (R$ 208.983.575) para o Estado do Rio de Janeiro. O valor total é de R$ 668.577.225,00.

A transferência atende a pedido do Rio de Janeiro, solicitando a “transferência dos valores depositados por colaboradores em contas à disposição do Juízo, cujos acordos serviram de lastro probatório nas ações penais em que o Estado seja o principal lesado”. O pedido lembra que, pelo “que ficou apurado até agora com a Operação Calicute e seus desdobramentos, a organização criminosa instaurada no Estado do Rio de Janeiro durante a gestão do ex-governador emedebista Sérgio Cabral teve ramificações em praticamente todos os setores do governo fluminense, desviou milhões de reais e ocasionou grave prejuízo ao erário estadual”.

Essa não é a primeira vez que o Estado recebe dinheiro recuperado da Lava Jato. Em 2017, R$ 250 milhões foram devolvidos para ajudar no pagamento do 13º dos servidores.

Compartilhe nas redes sociais:

Faça seu comentário