Justiça

Romero Jucá e Sérgio Machado viram réus na Lava Jato por esquema na Transpetro

Romero Jucá e Sérgio Machado, ex-presidente da Transpetro, viraram réus na Lava Jato pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. A denúncia do Ministério Público Federal, que aponta envolvimento dos ex-senadores em um esquema de corrupção na subsidiária da Petrobras, foi aceita pelo juiz Luiz Antonio Bonat, substituto de Sergio Moro na 13ª Vara Federal de Curitiba, no dia 11 de junho. Segundo a acusação, Machado e Jucá solicitaram pagamento de R$ 22,4 milhões à empreiteira Galvão Engenharia, referentes a 5% de contratos e aditivos firmados com a Transpetro. Ainda conforme o MPF, em 2010, foram feitos pagamentos ilícitos de pelo menos R$ 1 milhão a Jucá. Os acusados negam ter cometido irregularidades.

Compartilhe nas redes sociais:

Faça seu comentário