CiênciaEconomiaMundoTodos

Israel inaugura no meio do deserto uma usina solar para gerar energia para 70 mil casas

Israel inaugurou nesta sexta-feira, no meio do deserto do Neguev, a usina solar Ashalim. A instalação, que conta com a torre solar mais alta do mundo, gerará eletricidade limpa para abastecer 70.000 casas, o que equivale a cerca de 1% da energía consumida no país. A energia gerada por esse projeto ajudará a reduzir em 245.000 toneladas anuais de emisdão de dióxido de carbono no país, o que equivale a retirar de circulação cerca de 50.000 veículos.

Dessa maneira Israel avança no seu objetivo de produzir no mínimo 10% da energia do país gerada por fontes renováveis em 2020. A instalação da usina termosolar de Ashalim tem uma extensão de 390 hectares e durante sua construção chegou a ter mais de 1.000 empregados, com 34% dos trabalhadores originários da comunidade beduína.

Este ano o Ministério da Energia de Israel anunciou o lançamento de uma campanha para promover a instalação de painéis solares nos tetos das casas e edificios no país. Como parte do projeto, a Autoridade Elétrica propõe aos cidadãos que quem instale painéis solares em seus tetos poderá ganhar dinheiro pela produção de energía. A energia gerada podrá ser utilizada para pagar a própria conta e, se o consumo pessoal é menor do que a quantia de energia gerada, a companhia elétrica se compromete a comprar todo o que sobrar.

Compartilhe nas redes sociais:

Faça seu comentário