BrasilEconomiaPetróleoTodos

Indiana Essar faz lance por refinaria da Petrobras na Bahia

O conglomerado indiano Essar Group fez uma oferta vinculante à Petrobras pela segunda maior refinaria de petróleo do Brasil. A Petrobras recebeu pelo menos mais uma oferta pela refinaria Landulpho Alves, conhecida como RLAM, com capacidade para refinar 323 mil barris ao dia de petróleo. A Essar vai concorrer na disputa com o fundo de Abu Dhabi Mubadala Investment Company. Uma eventual vitória da Essar marcaria a estreia do grupo no Brasil. A indiana tem cerca de 28 bilhões de dólares em investimentos em ativos de energia, infraestrutura, mineração e serviços. Ainda não está claro se o terceiro grupo pré-qualificado, a chinesa Sinopec, também fez uma oferta.

Em nota recente aos clientes, analistas do Bradesco BBI avaliaram a refinaria RLAM em 2,5 bilhões de dólares. De acordo com as regras de venda de ativos da Petrobras, o grupo com a melhor oferta nesta fase vinculante deve entrar em uma fase de negociação dos termos do contrato, em um processo que geralmente leva várias semanas. Dependendo do encaminhamento, isso pode exigir que a Petrobras chame de volta concorrentes à mesa e faça uma rodada final de lances, o que pode potencialmente mudar o resultado da competição. (Money Times)

Compartilhe nas redes sociais:

Faça seu comentário