Negócios

Grupo Itaiquara defenestra da sua administração o executivo Guto Quintella

O grupo industrial paulista Itaiquara, do ramo alimentar, com usinas instaladas em Tapiratiba (São Paulo) e Passos (Minas Gerais), reuniu os seus acionistas controladores na semana passada e resolveu defenestrar o executivo Guto Quintella da chefia dos negócios. Ele é casado com uma das herdeiras do grupo, mas os outros sócios se convenceram de sua inconveniência na direção das empresas, devido ao seu histórico e ligação estreita com o irmão, o empresário megalixeiro corrupto confesso Wilson Quintella Filho, ex-proprietário e ainda sócio da megalixeira ultra-corrupta Estre Ambiental SA.

Wilson Quintela passou uma temporada preso em Curitiba. Ele é réu na Lava Jato por atos de corrupção, com pagamento de milhões de reais em propina, para o ex-presidente da Transpetro, o cearense Sérgio Machado, um corrupto delator. A família Quintella é originária de Alagoas. E todo o clã faz parte da corte do senador Renan Calheiros, daí os seus negócios articulados com a Petrobras e empresas subsidiárias. Guto Quintella foi o encarregado de reunir dinheiro e pagar a milionária fiança para tirar Wilson Quintella Filho da cadeia em Curitiba. O grupo Itaiquara tem filiais espalhadas por grande parte do País e não era mais conveniente a associação com o nome de Guto Quintella. Além disso, sua administração era muito criticada no grupo controlador.

Faça seu comentário