GenteMundoNegóciosTodos

Filho de ex-presidente da Nissan pagou US$ 500 mil em cripto para seu pai Carlos Ghosn fugir do Japão

Anthony Ghosn, filho do ex-presidente e CEO da Nissan, Carlos Ghosn, enviou cerca de US$ 500 mil em criptoativos para um americano que ajudou seu pai a escapar do Japão, afirmam promotores em uma ação judicial. Promotores afirmaram que o filho realizou o pagamento via corretora Coinbase entre janeiro e maio deste ano. O pagamento foi feito para Peter Taylor, um dentre dois acusados de ajudarem Carlos Ghosn a fugir do Japão para seu país-natal, Líbano, em dezembro.

outro acusado é Michael, pai de Taylor, veterano de guerra dos Estados Unidos. Ambos são acusados de ajudar Ghosn a escapar dentro de uma caixa de equipamentos musicais em um jato particular. Taylors, pai e filho, foram presos em maio a pedido das autoridades japonesas que buscam por sua extradição.

Eles alegam que não cometeram um crime no Japão e buscam por libertação sob fiança. O ex-presidente da Nissan enfrenta acusações de crimes financeiros no Japão, incluindo a não divulgação de sua compensação em declarações financeiras da Nissan e ao governo do país.

Promotores japoneses afirmam que Ghosn só declarou metade dos US$ 88 milhões que recebeu entre 2011 e 2015. Ghosn é um foragido internacional. Ele nega as acusações. O Líbano não possui um acordo de extradição firmado com o Japão. (Money Times)

Compartilhe nas redes sociais:

Faça seu comentário