BrasilEconomiaTodos

Exportação de minério de ferro do Brasil caminha para novo aumento mensal em julho

O ritmo de exportações de minério de ferro do Brasil apresentou aumento no acumulado do mês até a terceira semana de julho, na comparação com a média diária de embarques do mesmo mês do ano passado, colocando o País no caminho para ter crescimento nos despachos da commodity pelo terceiro mês consecutivo. Até o dia 17 de junho, o Brasil havia embarcado 20,6 milhões de toneladas de minério de ferro, com uma média por dia útil de 1,58 milhão de toneladas, versus 1,49 milhão em julho do ano passado, quando o País fechou o mês com embarques de 34,2 milhões de toneladas.

Se a média diária da primeira metade do mês se mantiver nesta e na próxima semana, muito provavelmente o Brasil superaria julho de 2019 e também as exportações de junho deste ano, quando o embarque de minério de ferro atingiu cerca de 30 milhões de toneladas, marcando o maior nível do ano. O preço médio do minério de ferro no porto, de acordo dados do governo, ainda está mais baixo na comparação com o mesmo período do ano passado, mas vem reagindo.

No acumulado de julho, o produto exportado foi cotado a 68 dólares por tonelada, ante 62,7 dólares em junho, segundo dados do governo. Isso acontece em meio a ganhos nas cotações do minério de ferro na China, em meio a uma forte demanda das siderúrgicas do maior importador global e menor oferta do Brasil. A commodity na China terminou a semana passada a mais de 110 dólares, no mercado físico. Neste início de semana, os contratos futuros refletiram um aumento nos estoques nos portos do país asiático e foram pressionados.

Em teleconferência no início do mês, o CFO da Vale , Luciano Siani, disse que os preços internacionais do minério de ferro tendem a recuar no segundo semestre, à medida que a gigante mineradora pretende retomar parte de seu potencial produtivo.

Após um primeiro trimestre fraco, no qual a companhia teve de reduzir seu guidance para 310-330 milhões de toneladas em 2020, em meio a atrasos na retomada de produção de minas paradas após Brumadinho (MG) e impactos do coronavírus, o executivo sinalizou que a empresa estará em posição de ofertar maior volume no segundo semestre. O Brasil fechou o primeiro semestre deste ano com cerca de 145 milhões de toneladas de minério de ferro exportadas, ante 162,5 milhões de toneladas embarcadas em igual período de 2019. (Money Times)

Compartilhe nas redes sociais:

Faça seu comentário