MundoTodos

Estados Unidos bloqueiam declaração do Conselho de Segurança da ONU igualando Israel à organização terrorista islâmica Hezbollah

Os Estados Unidos bloquearam uma declaração do Conselho de Segurança da ONU sobre as tensões entre Israel e o grupo xiita Hezbollah, ao rejeitar qualquer crítica ao Estado hebreu – disseram fontes diplomáticas nesta quinta-feira (5). Na primeira versão do texto de seis pontos, os membros do Conselho expressavam “profunda preocupação com os recentes incidentes” durante choques armados entre Israel e o Hezbollah, através da fronteira da “Linha Azul”.

Esta “linha” foi traçada em 2000 pela ONU, após a retirada israelense do Líbano. Redigido pela França, o rascunho acrescentava que “os membros do Conselho de Segurança condenam todas as violações da Linha Azul, tanto pelo ar quanto por terra, e pedem a todas as partes que respeitem o cessar das hostilidades”.

Segundo os diplomatas, Washington bloqueou a declaração duas vezes, pedindo que o Hezbollah seja condenado especificamente no texto. Washington disse ser impossível apoiar qualquer declaração que ponha o direito de Israel à autodeterminação em pé de igualdade com o Hezbollah, considerada uma “organização terrorista”, explicou um diplomata. Vários outros membros do Conselho se opuseram à postura dos Estados Unidos, levando o texto a ser abandonado.

Faça seu comentário