MundoTodos

Empresários se tornam réus em caso envolvendo a propineira Odebrecht na Argentina

A Justiça Federal em Buenos Aires transformou em réus empresários e funcionários públicos acusados
de corrupção em obras envolvendo a empreiteira baiana campeã mundial de corrupção, a Odebrecht, na Argentina. É a primeira vez que o tribunal argentino avança contra empresários no caso conhecido como Lava Jato.

Os empresários – Aldo Roggio, Tito Biagini e Carlos Wagner –, donos de empreiteiras locais que se associaram à Odebrecht e à Camargo Corrêa, são acusados de corrupção ativa, isto é, de pagar propina a funcionários do governo de Cristina Kirchner para vencer licitações da Aysa, estatal de saneamento.

O ex-ministro Julio de Vido e outros integrantes do governo kirchnerista são acusados de corrupção passiva no mesmo processo. Cristina Kirchner, por sua vez, é favorita para voltar ao poder nas eleições argentinas do final de outubro, como vice na chapa de seu poste Alberto Fernández. A Argentina é irrecuperável enquanto viver à sombra do populismo peronista.

Compartilhe nas redes sociais:

Faça seu comentário