BrasilNegóciosTodos

Embraer entrega à FAB nesta quarta-feira o primeiro avião cargueiro KC 390, sucessor dos Hércules C 130

A Embraer entregará nesta quarta-feira (4) o primeiro avião KC-390, cargueiro militar, para a Força Aérea Brasileira. O presidente Jair Bolsonaro deve participar da cerimônia de recebimento do primeiro KC-390, maior cargueiro militar fabricado no Brasil. O evento será na Base Aérea de Anápolis (GO). A Força Aérea Brasileira (FAB) encomendou 28 aeronaves do mesmo modelo, que deverão ser entregues pela Embraer até 2026. O contrato foi estimado em R$ 7,2 bilhões. O cargueiro KC-390 é uma aeronave de uso militar capaz de realizar transporte tático e logístico, além de reabastecer outros aviões no ar, como caças, durante missões. O reabastecimento aéreo pode ser realizado durante o dia ou noite, pois, além das janelas de observação, o KC-390 conta com câmeras de visão noturna. O cargueiro tem 35 metros de comprimento e capacidade para levar até 80 soldados ou 66 paraquedistas, três tanques ou um helicóptero Black Hawk H-60. A aeronave pode ser reconfigurada em até três horas – ou menos – de acordo com a missão. O KC-390 vai substituir o modelo Lockheed Martin C-130 Hércules.

Foram dez anos de desenvolvimento e quatro de testes. O modelo é produzido na cidade de Gavião Peixoto, no interior de São Paulo, na fábrica da Embraer. A FAB assinou o contrato com a empresa de aviação em 2014. A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) concedeu o “Certificado de Tipo” para o KC-390 em 2018. Inúmeros testes foram feitos, como lançamento de carga, realização de pouso, lançamento de carga em pista e decolagem em sequência e reabastecimento em vôo. Além disso, os treinamentos práticos e teóricos das equipes que devem operar a aeronave começaram em julho, segundo divulgado pela FAB. Os cursos tinham duas etapas: operacional e de manutenção. A sétima aeronave está em estágio final de produção. O avião deverá participar das comemorações do 7 de setembro.

De acordo com a Embraer, o KC-390 “possui pilotagem facilitada por um sistema aviônico integrado e comando de vôo fly-by-wire e pode ser equipado com sistema de autodefesa e proteção balística que aumenta a capacidade de operações em ambientes hostis”. A carga útil máxima é 26 toneladas e ele pode chegar a 870 km/h, sendo “40% mais veloz do que qualquer cargueiro de transporte militar atual do mesmo segmento”.

Portugal será o segundo país a ter o cargueiro KC-390. A Força Aérea Portuguesa comprou cinco aeronaves e um simulador de vôo. O contrato com a Embraer, assinado no dia 22 de agosto, contempla a contratação dos correspondentes serviços de apoio logístico. As entregas devem começar em 2023. O cargueiro pode realizar missões militares e civis, incluindo apoio humanitário, evacuação médica, pode ser configurado para carregar 74 macas e oito membros adicionais, como equipe médica e equipamentos para suporte de vida. Também pode ser usado em busca e salvamento, e combate a incêndios florestais e acrescenta capacidades superiores de transporte e lançamento de carga e tropas”.

Compartilhe nas redes sociais:

Faça seu comentário