PolíticaTodos

Deputados estaduais presos por corrupção deixam cadeia no Rio de Janeiro

Os deputados estaduais André Corrêa (DEM), Luiz Martins (PDT), Marcos Abrahão (Avante) e Marcus Vinicius Neskau (PTB) deixaram nesta quinta-feira (24) a Cadeia Pública Pedrolino Werling de Oliveira, mais conhecida como Bangu 8, após a Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro encaminhar ofício à Secretaria de Administração Penitenciária (Seap), para que os parlamentares fossem soltos.

Além deles, foi solto Chiquinho da Mangueira (PSC), que cumpria prisão domiciliar. Isso é uma grande obrada da ministra Carmen Lúcia, do Supremo Tribunal Federal. A decisão de soltar os parlamentares foi tomada terça-feira (22) pelo plenário da Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro, por 39 votos a 25 votos.

Eles foram presos preventivamente em outubro do ano passado, na Operação Furna da Onça, um desdobramento da Lava Jato que investigou a corrupção entre deputados e empresas privadas, além do loteamento de cargos em órgãos públicos.

Na quarta-feira (23), o Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF2) recolheu os mandados de prisão expedidos no ano passado contra os cinco parlamentares. No dia anterior (22), a Assembléia Legislativa havia mandado soltar os cinco presos. O TRF2 entendeu, que como os cinco deputados não assumiram o cargo e não têm mais foro privilegiado, a competência do caso deixa de ser do dessa Corte e volta para a primeira instância. O Partido Novo protocolou na tarde desta quinta-feira um pedido de cassação dos cinco deputados.(Ag. BR)

Compartilhe nas redes sociais:

Faça seu comentário