Todos

Deputado federal José Medeiros quer investigar possibilidade de venda de mandato de Jean Wyllys

O deputado federal José Medeiros (Podemos) enviou à Procuradoria Geral da República e à Polícia Federal um ofício em que reitera seu pedido para abertura de investigação sobre a “possibilidade de venda do mandato” de Jean Wyllys para o deputado David Miranda (PSOL). No documento, ele também pede apuração sobre eventuais transferências de recursos entre Glenn Greenwald e Wyllys – que renunciou em janeiro alegando sofrer ameaças. “Tem que parar de ser ingênuo. Há um claro objetivo político de desestabilizar tudo, parar a Lava Jato e impedir a reforma da Previdência. Estamos em guerra contra uma quadrilha”, disse o deputado José Medeiros. No ofício, Medeiros relaciona a desistência de Wyllys às recentes reportagens do site The Intercept, de Glenn Greenwald, sobre trocas de mensagens entre Sergio Moro e procuradores da Lava Jato. O parlamentar fala em “invasão cibernética promovida e patrocinada por estrangeiros”. “Tais fatos não me parecem ser mera coincidência”. Glenn Greenwald tem à sua disposição uma fortuna de 250 milhões de dólares que foi doada pelo dono do eBay. Este perigoso americano dá suporte a dois grandes traidores dos Estados Unidos, o ex-soldado Bradley Manning , que roubou documentos e videos sobre operações militares no Iraque e no Afeganistão, entregues ao Wikileakes, de Julian Assange, e Edward Snowden, traidor ex-funcionário da NSA (National Security Agency), que roubou milhares de documentos da agência e os entregou a Glenn Greenwald, em Hong Kong. Greenwald conseguiu a publicação no jornal esquerdista inglês The Guardian, onde abrigava seu blog.  Confirma na imagem abaixo a integra do pedido do deputado federal José Medeiros. 
Compartilhe nas redes sociais: