BrasilPolíticaTodos

Deputada Federal Carla Zambelli diz a Doria que não é Mãe Dinah, mas prevê seu enterro na vida pública

O governador de São Paulo, o tucano João Doria, aproveitou a coletiva de imprensa diária no Palácio dos Bandeirantes, destinada a tratar das medidas de combate à coronavirus, para reagir às declarações da deputada federal paulista Carla Zambelli, que insinuou que ele pode ser alvo da Polícia Federal em breve. “A deputada prefere cumprir o papel de Mãe Dinah, ao invés de cumprir seu papel de parlamentar”, disse Doria.

Carla Zambelli respondeu por meio de nota: “Não existe bola de cristal para antecipar ações contra governadores. Mas existe um dossiê”. João Doria atacou Carla Zambelli e falou na existência de “polícia política” Zambelli bateu firme: “O senhor governador está mais preocupado em ficar duas horas por dia fazendo lives e acusando o presidente e quem o apoia, ao invés de cuidar da população de São Paulo, que hoje passa fome e sofre pela ausência de saúde por culpa do senhor governador”.

João Doria também disse que Zambelli é “uma deputada que prefere engraxar as botas dos militares”. Ela rebateu assim: “Não estou a engraxar as botas de ninguém, mas reitero – diversamente do senhor – meu respeito ao Exército Brasileiro e ao presidente da República, o qual tenho a honra de defender e orgulho em lutar ao seu lado para combater pessoas como o senhor. Gratidão não deveria prescrever, governador, mas lealdade é algo que você desconhece”. Então Carla Zambelli afirmou que não é Mãe Dinah, mas prevê que o destino do governador na vida pública “será enterrado”.

Compartilhe nas redes sociais:

Faça seu comentário