Todos

Castello Branco confirma planos para termelétrica e sociedade com CNPC no Comperj

O presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco, confirmou que a companhia estuda construir uma termelétrica a gás no Complexo Petroquímico do Estado do Rio de Janeiro (Comperj), durante audiência na Comissão de Minas e Energia da Câmara, nesta terça (11). De acordo com o executivo, a conclusão do estudo para a viabilidade de uma joint-venture com a CNPC, estatal chinesa, está previsto para setembro. A CNPC é sócia da Petrobras no campo de Mero, na Bacia de Santos, e também negocia com a Petrobras a entrada nos campos de Marlim, na Bacia de Campos. “Estamos estudando uma ideia de construção de uma grande termelétrica a gás a partir do Comperj paralelamente ao memorando de entendimentos com a CNPC”, afirmou Castello Branco.

Castello Branco não poupou críticas às gestões anteriores da companhia e defendeu por diversas vezes a atual política de preços da Petrobras. O executivo frisou que a empresa tem duas vezes a dívida média dos 10 maiores produtores mundiais de petróleo e por isso defende o foco na redução de ativos e na redução rápida de juros. Segundo ele, um momento maior de instabilidade da economia global hoje poderia ter um impacto forte para a Petrobras graças ao seu endividamento.

Castello Branco elogiou o projeto do governo para abrir o mercado nacional de gás natural, o Novo Mercado de Gás. Segundo ele, o monopólio na cadeia de gás não trouxe nenhum benefício e a abertura do mercado vai favorecer também a Petrobras. “O Novo Mercado de Gás é algo em que acreditamos bastante”, disse o executivo. “Vamos abrir caminho para que, com mais competição, tenhamos mais valor e preços mais baixos. Mas não acredito que vá ser na proporção dos Estados Unidos”, afirmou.
Compartilhe nas redes sociais: