BrasilNegóciosTodos

Carlos Slim Domit, da Claro e Nextel, anuncia a Jair Bolsonaro investimentos de R$ 30 bilhões no Brasil

O presidente do conselho de administração do Grupo América Móvil, Carlos Slim Domit, reuniu-se nesta quarta-feira (20) com o presidente Jair Bolsonaro, no Palácio do Planalto, e anunciou investimentos de R$ 30 bilhões no Brasil ao longo dos próximos três anos. A multinacional controla, no País, as empresas Claro e NET e, recentemente, adquiriu também o controle da Nextel, por cerca de R$ 3,5 bilhões. “Estivemos reunidos em Brasília com várias autoridades, várias pessoas, e concluímos com uma visita de cortesia ao presidente para anunciar nosso compromisso com o Brasil para os próximos anos. Projetamos um investimento de R$ 30 bilhões para os próximos três anos e seguiremos crescendo nos distintos serviços que temos”, informou o empresário.

Segundo Carlos Slim Domit, os recursos serão aplicados principalmente na ampliação das redes e da infraestrutura necessária para o desenvolvimento de novos serviços e também soluções para armazenamento de dados em nuvens. Na reunião com Bolsonaro, ele também reforçou o interesse do grupo em participar do leilão da faixa de frequência do 5G no Brasil. O governo federal ainda não definiu quando serão leiloadas as frequências, mas a expectativa é que ocorra no segundo semestre do ano que vem.

“Aqui iniciamos nossas redes em 3G, 4G e agora com 4.5G. Buscaremos estar aqui com muito interesse quando venham as bases para o 5G”, acrescentou Slim Domit. A operadora Claro, que pertence ao grupo, opera no País desde 2003. Na saída da residência oficial da Presidência, Bolsonaro também voltou a comentar sobre projetos para incentivar o desenvolvimento da indústria de telecomunicações, bem como o leilão das frequências para telefonia móvel 5G vai acontecer no próximo ano. “Nós fazemos comércio com o mundo todo. Tem mais empresas se habilitando também. O que for melhor para o Brasil, tecnicamente e financeiramente a gente embarca”, afirmou.

Também o presidente da Câmara dos Deputados, o reizinho do Centrão, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse, nesta quarta-feira (20), que os investidores nacionais e estrangeiros poderão contar com mais segurança jurídica após a aprovação da reforma tributária (PEC 45/19). A declaração foi feita em reunião com o mexicano Carlos Slim Domit e o presidente mundial da America Móvil, Daniel Hajj. Maia voltou a dizer que a reforma deve ser aprovada até o primeiro semestre do ano que vem.

“Estamos confiantes que a gente pode ter uma simplificação grande do sistema tributário brasileiro. Há uma convergência com governadores para resolver o sistema do ICMS, um grave problema no País”, afirmou. O presidente da Câmara reafirmou o compromisso do Brasil com a aprovação de reformas de Estado, como a Previdência, e reforçou que a atual composição da Câmara dos Deputados se preocupa com o custo da máquina publica e tem trabalhado para torná-la menos onerosa e mais eficiente.

Carlos Slim, que é um dos principais investidores do mundo, abordou questões como a segurança jurídica necessária para que o grupo continue atuando no Brasil. Além dos progressos que podem ser alcançados com o desenvolvimento das aplicações em 5G, como a chamada internet das coisas (agrobusiness e cidades inteligentes) e demais operações no setor de telecomunicações. (MoneyTimes)

Compartilhe nas redes sociais:

Faça seu comentário