Todos

Candidato de Erdogan reconhece derrota na eleição para prefeitura de Istambul

Binali Yildirim, o candidato apoiado pelo ditador islâmico da Turquia, Recep Tayyip Erdogan,  reconheceu a derrota na eleição para prefeito de Istambul, pouco depois dos primeiros resultados oficiais mostrarem o nome da oposição, Ekrem Imamoglu (na foto), liderando a apuração. A votação deste domingo é a segunda em menos de três meses na principal cidade da Turquia. A primeira aconteceu em 31 de março e apontou vitória de Imamoglu, do Partido Popular Republicano (CHP), com 15 mil votos a mais em um universo de 10 milhões de eleitores. Mas a sigla de Yildirim e de Erdogan, o Partido Justiça e Desenvolvimento (AKP) entrou na Justiça alegando uma série de irregularidades na apuração do resultado. O partido conseguiu primeiro uma recontagem dos votos – que manteve a vitória da oposição – e depois conseguiu no início de maio que o Alto Comitê Eleitoral anulasse o pleito, cassasse o mandato de Imamoglu (ele tomou posse em 17 de abril) e convocasse uma nova eleição para este domingo. A decisão causou críticas da oposição e de observadores internacionais, preocupados com os avanços autoritários do governo do ditador islâmico Erdogan. 

Os números, porém, mostram que a oposição conseguiu ampliar a vantagem na nova eleição. Segundo a agência estatal Anadolu, Imamoglu tinha 53,69% dos votos contra 45,4% de Yildirim com 95% das urnas apuradas – na primeira votação os dois tinham ficado respectivamente com 48,77% e 48,61%.  No discurso em que reconheceu a derrota e desejou boa sorte ao adversário, o candidato governista afirmou ainda que os números mostram que a democracia continua funcionando bem na Turquia. A maior cidade do país é comandada por Erdogan e seus aliados desde 1994, quando ele mesmo foi eleito prefeito. Assim, o resultado confirma a maior maior derrota eleitoral do atual presidente desde que ele chegou ao poder, em 2003. Além de perder Istambul, sua sigla também tinha sido derrotada em março em Ancara, capital e segunda maior cidade do país.
Compartilhe nas redes sociais: