Todos

Bolsonaro exige punição severa de sargento da Aeronáutica preso com 39 quilos de cocaína na bagagem no aeroporto de Sevilha

O presidente da República, Jair Bolsonaro, classificou nesta quarta-feira, por meio das redes sociais, como “inaceitável” a apreensão de drogas em avião da Força Aérea Brasileira (FAB). O episódio ocorreu na manhã de terça-feira (25) no aeroporto de Sevilha, na Espanha, e resultou na prisão de um sargento da Aeronáutica. Trata-se de Manoel Silva Rodrigues, que levou 39 quilos de cocaína na mala. Ele atuava como comissário de bordo em vôos de autoridades feitos em aviões da FAB. Ou seja, nos últimos governos, desde o regime criminoso do PT, ele transitava em aviões da FAB e tinha toda liberdade para traficar. É um traficante, membro de organização criminosa. O militar recebia diárias da FAB pelas viagens, além de seu salário bruto de 7.200 reais. “Apesar de não ter relação com minha equipe, o episódio de ontem, ocorrido na Espanha, é inaceitável”, descreveu o presidente. Bolsonaro assinalou ter exigido “investigação imediata e punição severa ao responsável pelo material entorpecente encontrado no avião da FAB”. O presidente ainda enfatizou na mensagem: “não toleraremos tamanho desrespeito ao nosso país!”
Compartilhe nas redes sociais: