BrasilSaúde e MedicinaTodos

BNDES aprova R$ 15 milhões para hospital do Rio de Janeiro

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aprovou empréstimo de R$ 15 milhões para a instituição filantrópica Lar São Francisco (que administra unidades de saúde em seis Estados) investir no Hospital São Francisco da Providência de Deus, no Rio de Janeiro, com foco no combate à covid-19. Foi a sétima operação da linha para investimentos em saúde, lançada no pacote de medidas para mitigar a pandemia, somando R$ 198 milhões em financiamentos aprovados.

Com os recursos, o Hospital São Francisco da Providência de Deus abrirá 80 leitos clínicos e 28 leitos de UTI para atender pacientes da covid-19 pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Segundo o BNDES, o hospital é “uma das referências para o tratamento de covid” no Rio de Janeiro. “Os 108 leitos serão provisórios e o orçamento apresentado prevê sua operação durante três meses, de maio a julho de 2020. O custo inclui exames, equipamentos de proteção individual, recursos como energia, água e gás, material médico, descartáveis, higienização, dentre outros”, diz uma nota divulgada nesta terça-feira, dia 19, pelo BNDES.

O empréstimo se dá no âmbito do Programa BNDES de Apoio Emergencial ao Combate da Pandemia do Coronavírus, lançado no fim de março, com orçamento de R$ 2 bilhões. De 13 de abril até agora, os sete empréstimos no valor somado de R$ 198 milhões levaram “a um impacto de 2770 leitos para o atendimento a pacientes infectados pela covid-19, 500 mil kits de diagnóstico e 1500 monitores de acompanhamento médico, além de respiradores pulmonares e máscaras cirúrgicas”, informou o BNDES.

O hospital São Francisco da Previdência de Deus é a maior das unidades de saúde do Lar São Francisco. A associação filantrópica, fundada em 1985 em Jaci (SP), está em 25 municípios do Rio de Janeiro, São Paulo, Goiás, Ceará, Paraná e Pará, com 36 unidades de saúde no total, conforme o BNDES. Ainda segundo a nota do banco de fomento, 70% dos atendimentos nas unidades da associação filantrópica são feitas pelo SUS. Além de seu maior hospital (que tem 762 leitos), o Lar São Francisco designou mais duas unidades para o combate prioritário à covid-19, informou o BNDES – um é o Hospital Universitário São Francisco de Assis, em Bragança Paulista (SP), o outro é o Hospital Regional de Ilha Solteira (SP).

Compartilhe nas redes sociais:

Faça seu comentário