PolíticaTodos

Assembléia gaúcha começa a fulminar o pagamento de sucumbência para Procuradores de Estado

O projeto de decreto legislativo para anular o ato que permitiu o pagamento de sucumbência aos procuradores de Estado do Rio Grande do Sul foi enviado nesta terça-feira para a mesa diretoria da Assembléia gaúcha. A A Comissão de Constituição e Justiça aprovou, pela manhã, por nove votos a dois, o relatório final do deputado estadual Elton Weber (PSB), favorável a que seja suspenso o pagamento de honorários de sucumbência aos procuradores estaduais ativos e inativos.

Votaram com o relator o presidente da Comissão de Constituição e Justiça, Edson Brum (MDB), Pepe Vargas (PT), Luiz Fernando Mainardi (PT), Frederico Antunes (PP), Ségio Turra (PP), Fran Somensi (Republicanos) e Luciano Zucco (PSL). Foram contrários Elizandro Sabino (PTB) e Luiz Henrique Viana (PSDB). Desde maio, o questionamento, que começou a tramitar na forma de um requerimento de autoria de Edson Brum e mais 41 parlamentares, estava em tramitação na CCJ. Nenhum parlamentar se inscreveu para discutir o texto e ninguém pediu vista, o que possibilitou a votação durante a sessão ordinária da comissão.

Compartilhe nas redes sociais:

Faça seu comentário