EconomiaMundoTodos

Argentina, caloteira contumaz, se diz decepcionada com rejeição de reestruturação de dívida

O governo da Argentina disse nesta segunda-feira (4) que ficou decepcionado com as declarações de seus credores rejeitando uma dura oferta de reestruturação da dívida proposta pelo país para ajudar a evitar um doloroso calote. Comunicado do Ministério da Economia da Argentina disse que se os detentores de títulos adotarem uma abordagem diferente que atenda às restrições de sustentabilidade da dívida, eles deverão apresentar uma proposta específica. O ministério, comandado por Martín Guzmán, disse que a Argentina está sempre disposta a ouvir e tentar encontrar um terreno comum.

A Argentina é um país com uma história repetitiva de calotes no mercado financeiro. Os argentinos têm o hábito de gastar mais do que podem, endividar-se no mercado financeiro internacional para sustentar seus gastos, e depois dizer que não tem como pagar. Ao mesmo tempo, os argentinos sempre se recusam a enfrentar o que é inevitável, uma política de contenção de gastos, eliminação dos rombos fiscais. Isso implicaria a mudança de viés da política econômica, o que os atrasados e corruptos peronistas nunca permitem. Ou seja, a Argentina não tem jeito, não sairá nunca de seu dilema enquanto persistir esse erro histórico, e continuará ampliando a miséria de seu povo, o que é muito desejado pelo criminoso regime peronista. Mas, não há razão para credores internacionais continuarem a estimular essa irresponsabilidade da Argentina.

Compartilhe nas redes sociais:

Faça seu comentário